Um pedacinho de paraíso

Dois, três dias e já andamos saturados da vida rotineira de resort. Comer, beber, praia, dormir, comer, beber, praia, dormir… Há quem adore este tipo de férias, nós gostamos q.b…. Lá está… Dois, três dias!!!! Bem, finalmente chegou o dia em que fomos até à Isla Saona. Não estávamos com expectativas demasiado altas, pois sendo o mais famoso sítio desta área, estávamos preparados para um mar de gente!

Três autocarros a saírem do hotel e já perdi a vontade… Não gosto de enchentes e acho que é o que nos espera em Saona.

Não podíamos estar mais enganados, pois este dia acabou por superar bastante as nossas expectativas…

Saímos do resort por volta das 7:00 da manhã e como a Rita tinha de tomar o medicamento para a otite um pouco mais tarde, arranjámos uma solução que funcionou perfeitamente. Manteve-se fresco e com a dose certa.

IMG_20180421_084713

A Rita está a amar, andar de autocarro para ela é das melhores coisas do mundo! Vê-se a felicidade estampada nos olhinhos dela.

Os primeiros vinte minutos vai super compenetrada na paisagem, nem se mexe! Depois lá começa o “bicho carpinteiro” a dar o ar da sua graça. Já mudou de assento umas 5 vezes, já pintou, já cantou!

IMG_1155

Uma hora e meia depois lá chegamos ao sitio onde vamos apanhar a lancha rápida para Saona.

Se puderem escolher, aconselhamos a irem na lancha rápida e a voltar no catamarã. Dá para fazer ao contrário, mas desta forma chegamos mais cedo à ilha, escapando às multidões da parte da tarde, que chegam mais tarde por terem optado pelo catamarã. E ao final do dia sabe tão melhor um passeio descontraído de catamarã, acompanhado com rum e reggaeton.

IMG_9623
IMG_1185

Vão ser trinta minutos, coletes postos e aí vamos nós! Sempre a abrir! A sensação na aceleração é algo de fazer arrepiar. A frente do barco levanta de tal forma que deixamos de ver o horizonte… Nunca tinhamos andado num barco tão rápido.

E qual é a probabilidade de adormecer a andar de lancha rápida? Para a Rita é possível! Sim, adormeceu…

IMG_9639

No caminho para Saona, ainda parámos um pouco numa “piscina natural”. Este é o sítio onde normalmente as pessoas tiram fotografias com as estrelas do mar, tirando-as do mar. Felizmente isso não aconteceu, parecem estar a abrir os olhos para a degradação que este tipo de turismo estava a provocar no ecossistema e agora param num sítio onde não existem estrelas do mar para não serem incomodadas pelas pessoas.

Querem ver estrelas do mar? Sim, vão ver, mas vão vê-las no sítio onde elas devem estar. Na saída, o barco passa pela zona onde existem ainda bastantes e é possível vê-las no fundo do mar sem sair do barco.

Outra nota: já não há o tão famoso almoço de lagosta na ilha Saona. De tanto as comerem… estão a extinguir-se destas águas.

Chegámos a Saona. Não havia enchente. Chegámos por volta das 11:00. O almoço seria por volta das 12:30 e a partida por volta das 15:00.

IMG_1209
IMG_1211
IMG_1212

Praticamente era só o nosso grupo, outros começaram a chegar quando vínhamos embora, os que optaram pelo catamarã de manhã.

É sem duvida uma ilha linda. Temos que atravessar uma floresta densa, cheia de palmeiras antes de chegarmos ao areal.

IMG_1494

A água, num azul lindíssimo, que contrasta harmoniosamente com o verde das palmeiras.

IMG_1217
IMG_1222
IMG_1260
IMG_1270
IMG_1379
IMG_1407
IMG_9747

Foram 3 horas muito bem passadas. A Rita fartou-se de correr à beira-mar algo que é quase impossível fazer na praia do hotel. Tivemos a sensação de que estávamos num pedacinho de paraíso, quase só para nós. Num sítio que costuma estar tão cheio de gente, não esperávamos mesmo conseguir desfrutar desta forma.

IMG_1332
IMG_1353
IMG_1361
IMG_1364
IMG_1371
IMG_1375
IMG_1401
IMG_1413

A seguir ao almoço, ainda houve tempo para mais algumas fotos a esta linda ilha e para mais uns belos banhos e brincadeiras, neste pedacinho de paraíso.

IMG_1464
IMG_1466
IMG_1470
IMG_1502
IMG_9745
IMG_9748
IMG_9769
IMG_9786

O regresso foi feito em Catamaran, com animação a bordo e muita dança. Até a Rita dançou! Muito, muito agradável.

Ainda tivemos que vir no autocarro, por volta das 18:00 chegámos ao hotel.

Foram 4 horas de viagem para cada lado. É cansativo, sem dúvida, mas faz-se bem, acaba por ser até bastante divertido, tendo em conta que parte destas 4 horas são feitas em lancha rápida ou catamarã.

E o paraíso que encontramos em Saona vale tudo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s