Uma noite em Zadar

Decidimos parar por uma noite em Zadar, antes de nos dirigirmos para o Parque Nacional de Plitvice. O apartamento que alugámos, via Airbnb, ficava muito bem localizado, a 1 km do “Sea orgam and greeting to the sun” e tinha uma bela varanda com uma vista muito boa.

O “Sea orgam” (órgão do mar) tornou-se um ícone moderno da cidade. É considerado um milagre arquitectónico único, recentemente construído na parte subaquática do cais da cidade. As correntes de ondas e a sua passagem através de canos musicais instalados na superfície do mar criam um som surpreendente, a chamada música do mar, preenchendo o grande espaço do passeio à beira mar.

O mesmo arquitecto, Nikola Bašić, leva o crédito para o “greeting to de sun” (saudação ao sol). A saudação ao sol consiste em 300 placas de vidro multi-camada instaladas no mesmo nível que a pavimentação de pedra do cais na forma de um círculo de 22 metros de diâmetro. É concebida como uma instalação espacial na forma de um anfiteatro cercado por blocos de pedra com uma apresentação de todos os planetas do sistema solar e suas órbitas.

Para muitos, esta parte do cais de Zadar oferece uma vista do mais belo pôr do sol do mundo.

Chegamos mesmo na hora certa do pôr do sol, apesar de estar o céu um pouco nublado, ver todas aquelas pessoas a apreciá-lo, e a ouvir a música do sea orgam é algo relaxante. O barulho que transmite, e a mim, que já pertenci a uma banda filarmónica, fez-me lembrar o aquecimento dos instrumentos. Uma diversidade de tons, agudos e graves, misturados, sem qualquer critério ou sequência.

O sol foi-se pondo, começou a anoitecer e ao lado começaram a aparecer as luzes do greeting to the sun.

Como a Rita já estava a ficar impaciente lá decidimos ir um pouco até ao playground.

Não gostámos muito de Zadar durante a noite. Achámos uma cidade demasiado escura, com muito poucas pessoas o que nos deixou pouco confortáveis, quando comparado com os outros locais que já tínhamos visitado na Croácia.

Tínhamos planeado visitar Zadar na manhã seguinte, mas como o nosso próximo destino eram os lagos e como havia previsão de chuva intensa para o dia que estava planeado visitá-los, decidimos arrancar mais cedo. Achamos que Zadar  não nos iria trazer nada de muito novo, sendo uma cidade tão pequena e seguimos logo em direcção aos lagos – claro que ainda tivemos que ir aos baloiços, que a Rita não esqueceu.

Próxima paragem: o famoso Parque Nacional de Plitvice. Não percam!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s