A ilha sem carros

Conseguem imaginar uma ilha com belas praias, com uma população de apenas 2000 pessoas, sem aeroporto, com um único táxi que consiste numa carroça puxada por um boi, meia dúzia de veículos rodoviários e dezenas de bicicletas a movimentarem-se diariamente?

Conseguem imaginar um lugar extremamente descontraído, onde reina a simpatia, a calma, onde percebemos que nada falta, onde percebemos que todos são felizes, onde as crianças vão descontraidamente em grupo de bicicleta para a escola?

Conseguem imaginar um oásis intemporal, escondido na vasta extensão do Oceano Índico, protegido por águas quentes, azuis e cercado por recifes abundantes, longe de qualquer confusão citadina?

La Digue é assim… considerada por muitos um verdadeiro jardim do Éden…

IMG_4698

Confesso que a ideia de ir a esta ilha desde o início me cativou, não só pelo facto de ter uma das mais belas praias do mundo, Anse Source d’Argent (a qual merece um post só para ela!), mas também pelo facto de o único meio de transporte da ilha ser a bicicleta. Aqui não existe o negócio do aluguer de carros, mas apenas de bicicletas.

Apanhámos o barco em Praslin, que nos levou até La Digue, cerca de 15 minutos de viagem.

A Rita…sempre na macacada, com a boa disposição que a caracteriza…

IMG_4682

Assim que chegámos, tínhamos à nossa espera um “carrinho de golf” (combinado por e-mail com os proprietários do alojamento), para nos transportar até ao hotel.  Após instalados, tratámos de reservar duas bicicletas, uma delas com cadeira atrás para transportar a Rita.

IMG_4689

Ok…não, não é fácil e é preciso prática e muito equilíbrio para conduzir uma bicicleta com uma criança atrás. Mas ao fim de 20 minutos, já estava “pró”!!

A seguir ao almoço, de barriguinha cheia e rabinho tremido, a Rita adormecia à quarta pedalada, o que até se tornava cómico, pois ficava mesmo em sono profundo e parecia um boneco inanimado. Uma vez, uma pessoa muito preocupada, até nos disse “Watch out! Baby sleeping! Baby sleeping!”…tudo controlado, está na hora da sesta e para ela não importa onde se dorme, importa é dormir.

Quando chegámos, aventurámos-nos para a parte norte da ilha. Após algumas subidas e descidas lá encontrámos um restaurante para almoçarmos. Confesso que não voltei mais á parte norte da ilha, não é um trajecto fácil de fazer com a Rita na parte de trás da bicicleta. No entanto, é sem dúvida um passeio muito agradável de se fazer.

O Luís acabou por visitar mais a parte norte da ilha. Nas alturas em que as meninas dormiam a sesta, ele aproveitava para explorar mais a ilha.

IMG_4693IMG_4995

É normal encontrarmos animais fora do vulgar à beira da “estrada”…

IMG_5008

Ao percorrermos a ilha de bicicleta, ficamos mesmo com a ideia que têm tudo o que precisam. Vemos supermercados, uma pequena estação de correio, uma pequena esquadra e um pequeno hospital, lojas, pousadas, hotéis, bastantes restaurantes, uma escola, uma igreja e um cemitério.

A nossa casa estava super bem localizada, perto do centro e também a 10-15 min de Anse Source d’Argent. Foi o caminho que mais vezes fizemos e voltaria a fazer “n” vezes sem conta… mas sobre isto falarei mais tarde…

A única preocupação que devemos ter em La Digue é de quando anoitece. As ruas não têm iluminação, por isso é importante levar uma lanterna, ou fazer como nós, que usávamos a lanterna do telemóvel no cesto da bicicleta.

Quanto aos restaurantes, só temos a dizer bem, comemos sempre maravilhosamente bem, ou quase sempre… houve uma refeição menos boa, que fizemos no dia em que chegámos, no restaurante do nosso “hotel”. Não aconselhamos de todo!!!

Desde comida italiana a peixe fresco, jantar e almoçar com pés na areia…Existe oferta para todos os gostos.

IMG_2472IMG_4945

La Digue fascinou-nos, não só por ter a praia considerada mais bela do mundo, mas por toda a dinâmica da ilha, pelo ritmo lento resultando numa agitação saudável que se vive, pela harmonia, pela simpatia.

São apenas 10 km² de ilha, mas são 10 km² maravilhosamente preenchidos…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s